Retrospectiva Literária 2010

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Por iniciativa do Blog Pensamento Tangencial, hoje é dia de blogagem coletiva. O assunto é Retrospectiva Literária 2010.

Ao longo do ano que passou, eu li 45 livros. Destes, 14 técnico-científicos, por conta das minhas atividades acadêmicas, e 31 de literatura geral.


O livro infanto-juvenil que mais gostei:

A bela arremetida, de Gregory Maguire.

A aventura que me tirou o fôlego:
A menina que não sabia ler, de John Harding.

O terror que me deixou sem dormir:
Não li nenhum livro que se enquadre nesta categoria.

O suspense mais eletrizante:
O colecionador de ossos, de Jeffery Deaver.
Único na categoria.

O romance que me fez suspirar:
O órfão de Hitler, de Paul Dowswell.

A saga que me conquistou:
Se promessa é dívida, a leitura da saga de Harry Potter está por fazer, desde que conclui o Mestrado em 1º de dezembro de 2010.

O clássico que me marcou:
O guarda-roupa alemão, de Lausimar Laus.
É um clássico catarinense.

O livro que me fez refletir:
O escafandro e a borboleta, de Jean-Dominque Bauby.

O livro que me fez rir:
O clube e a dieta das chocólatras, de Carole Matthews.
As listas de casamento de Becky Bloom, de Sophie Kinsella.
Empate! Não sei qual é o mais engraçado...

O livro que me fez chorar:
Crocodilo sonhador, de Vanda Amorim.
Estou preparando resenha + entrevista com a autora. Aguardem!

O melhor livro de fantasia:
Não li nenhum livro que se enquadre nesta categoria.

O livro que me decepcionou:
Dança dos sonhos, de Nora Roberts.

O personagem do ano:
Becky Bloom.
Sem dúvida!

Autor revelação:
Carole Matthews e Sophie Kinsella.
Empate! As duas são ótimas!

O melhor livro nacional e internacional:
Anna de Assis, de Judith Ribeiro de Assis e Jeferson de Andrade.
Diário de Guantánamo, Mahvish Rukhsana Khan.

O melhor livro que li em 2010:
A sociedade da neve, de Pablo Vierci.

Os livros que eu ganhei em 2010:
O clube das chocólatras, de Carole Matthews;
A dieta das chocólatras, de Carole Matthews;
Todas as estrelas do céu, de Enderson Rafael;
Crocodilo sonhador, de Vanda Amorim;
Vítimas do silêncio, de Janethe Fontes;
Querido John, de Nicholas Sparks;
Deu no New York Times, de Larry Rohter;
O novo conto catarina, organizado por Regina Carvalho;
Estrela Píer, de Kamila Denlescki;
Origens da imprensa em municípios catarinenses, organizado por Mário Luiz Fernandes;
Não há silêncio que não termine, de Ingrid Betancourt.

5 comentários:

  1. Oi, Dani!

    Legal essa blogagem coletiva! O clube e a dieta das chocólatras é realmente demais!!

    Um beijo

    ResponderExcluir
  2. Muito legal o seu post! ADOREI! Preciso ler A menina que não sabia ler (e olha que tenho aqui em casa!).
    E você precisa *mergulhar* no mundo de Harry Potter. Eu sou fã por isso sou suspeita mas é muuuito bom (pelo menos os 5 primeiros):)

    Bjos!
    Feliz 2011!

    ResponderExcluir
  3. Também gostei muito de A menina que não sabia ler.

    Não conheço A sociedade da neve. Vou procurar saber...

    Beijos,
    Dri Ornellas
    http://a-menina-do-fim-da-rua.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Dani!! Adorei as suas respostas! É bom conhecermos outros livros! Vou procurar pelos títulos que citastes lá no Skoob, pois alguns eu ainda não conheço.
    Ando doida para ler O clube das chocólatras. Parece ser super engraçado! E sem falar que tem uma capa deliciosa... hum... hehe
    Harry Potter vicia, vc vai ver. Tive a maior resistência para ler, por ser voltado para o público mais jovem e por ser da "moda". Mas, quando comecei a ler, não consegui mais parar. Li todos os volumes em umas duas semanas. Viciante!
    Obrigada por ter participado da retrospectiva!! ;)
    Bjss, feliz 2011!!!

    ResponderExcluir
  5. Oi Daniella! adorei seu blog e sua lista da Retrospectiva Literária!

    também concordo com você, Carole Matthews foi um achado e O Clube das Chocólatras o máximo. Estou na metada de Dieta das Chocólatras....

    e mais do que nunca fiquei com muita vontade de ler A menina que não sabia ler!

    beijos!

    ResponderExcluir

Entre aspas

A palavra amor é um eufemismo para abrandar um pouco a verdade ferina da palavra cio.
Fisiologicamente, verdadeiramente, amor e cio vêm a ser uma coisa só.
(Júlio Ribeiro, 1845-1890)

Seguidores

Últimos Comentários

©LEITURA DO MOMENTO

Todos os Direitos Reservados