Namorados imprestáveis

domingo, 12 de junho de 2011

O livro Namorados imprestáveis (Editora Bertrand Brasil; 373 páginas), de Jessie Jones, é um chick-lit divertidíssimo que retrata as decepções amorosas da jovem esteticista Dayna Harris. Desconsiderando todos os “ficantes”, ela teve cinco namorados, todos imprestáveis:

1. Simon. Um garanhão “super” criativo com presentes. Ele só compra bichinhos de pelúcia para Dayna, independente da data comemorativa. Ela os odeia e nunca sabe aonde guardá-los;

2. Chris. Um CDF FDP que tem como hobbie a composição de músicas chatíssimas, na opinião de Dayna. Ao invés de namorar, ele pensa o quê? Que ela serve apenas como musa inspiradora?;

3. Archie. Tão charmoso, mas tão “hitlerista”. Ele detesta pessoas negras para indignação de Dayna. Um dia ela foi assaltada e ele agiu muito mal ao defendê-la, agredindo verbal e fisicamente o bandido da pele negra;

4. Mark. Um trabalhador voluntário extremamente dedicado às causas sociais em prol de um mundo melhor. Mas Dayna se decepciona com ele por seu fanatismo religioso. Um santo chato!

5. Cristian, o filho da patroa. PER-FEI-TO! De excelente bom gosto e com um cartão de crédito sem limites. Pode até ser O escolhido para casar, mas é um chicletão...

Entremeando os relatos de cada namoro, acompanhamos todas as contrações de Dayna na sala de parto e, junto com ela, com a madrasta Suzie e com a melhor amiga Emily, nós esperamos ansiosamente a chegada do primeiro filhote. Mas quem é o pai, afinal?

***

Minha opinião: “Este livro revela de forma bem humorada a insatisfação feminina em busca do namorado ideal, com quem se possa ter um casamento feliz e eterno. Vimos pelos olhos de Dayna que sempre há um “mas”: o cara gosta de sexo, mas não sabe presentear; é inteligente, mas se dedica à música demasiadamente; é charmoso, mas é preconceituoso; é altruísta, mas é fanático por religião; é rico, mas é um grude só... enfim. Por isso, é tão difícil para ambas as partes manter a estabilidade de um relacionamento. Haja tolerância!”.

2 comentários:

  1. Minha irmã comprou esse livro... preciso tomar coragem e ler, né?

    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da resenha e das descrições de cada um dos namorados imprestáveis! Acho que eu teria uma quedinha pelo CDF hehehe. O livro parece mesmo ser bem divertido.

    ResponderExcluir

Entre aspas

A palavra amor é um eufemismo para abrandar um pouco a verdade ferina da palavra cio.
Fisiologicamente, verdadeiramente, amor e cio vêm a ser uma coisa só.
(Júlio Ribeiro, 1845-1890)

Seguidores

Últimos Comentários

©LEITURA DO MOMENTO

Todos os Direitos Reservados