O diário de Suzana para Nicolas

domingo, 27 de novembro de 2011

Duas mulheres. Um homem. Uma revelação. O diário de Suzana para Nicolas (Editora Arqueiro; 224 páginas), de James Patterson, traz revelações bombásticas para Katie Wilkinson, com quem Matt Harrison rompe o relacionamento de modo tão repentino que a deixa completamente desnorteada. Para ela, dúvidas a atormentam tanto, pois o amor que os unia parecia ser tão inabalável... Mas aquele diário, deixado sob a porta de sua casa, a surpreende com as respostas.

Suzana, esposa de Matt, é uma jovem médica com sérios problemas de coração. Depois de um infarto que quase a matou, ela resolve abandonar a agitada vida em Boston para viver tranquilamente em Martha`s Vineyard, uma pacata ilha norte-americana, onde conheceu Matt e onde nasceu Nicolas, o filho do casal – que fora gerado com extremos cuidados devido à saúde debilitada da mãe.

Ciente da fragilidade do seu coração, Suzana resolve escrever um diário sobre as histórias de sua vida cotidiana e outras estórias para que Nicolas, de um aninho, pudesse lê-lo quando crescesse e soubesse o quanto fora amado por sua mãe, cuja doença não iria permitir as vivências referentes ao crescimento dele – com certeza. Mas o destino, tão incerto e, por vezes, tão cruel, destrói a felicidade daquela família literalmente.

Devido à tristeza da viuvez, Matt embrulha O diário de Suzana para Nicolas e deixa-o sob a porta da casa de Katie – que é editora – para que esta possa compreender sua vida ao lado dele e o subsequente rompimento. No entanto, é neste ponto que paira uma dúvida de minha parte: A ordem dos fatos é confusa. Em que momento Matt se envolveu com Katie? Antes ou depois da viuvez? Se foi antes, ele traiu Suzana; se foi depois, continuo não entendendo o porquê do rompimento, afinal de contas a vida segue após a morte de alguém.

De qualquer modo, O diário de Suzana para Nicolas tem como propósito revelar, página após página, os acontecimentos ao redor de Katie, entremeando os escritos de Suzana. E, assim, os leitores podem perceber como as vidas das pessoas estão alinhavadas, mesmo que elas não se conheçam. Até que um dia, feito uma ponte, alguém (a exemplo de Matt) une duas pessoas (Katie e Suzana), trazendo consigo as respostas para tantas perguntas que a vida nos faz pensar.

***

Leia um trecho do livro O diário de Suzana para Nicolas, de James Patterson, lançado em outubro de 2011.

***

Minha opinião: “O romance é um tanto insosso, mas gostosinho de ler, principalmente, quando a angustiante Síndrome do Fantástico é implacável naqueles domingos entediantes em que a sensação é de que não há nada para fazer quando se há tudo por fazer. Portanto, a leitura foi feita em um piscar de olhos, até porque não consegui desgrudar do livro até que todos os fatos se desvelassem aos meus olhos. Um fato – que não pude contar aqui – me revoltou muito. Não aceito o destino de Nicolas! Fiquei indignadíssima, pois é algo que ninguém espera!”.

2 comentários:

  1. Pelo jeito esse livro é muito bom.
    Espero poder ler em 2012.

    Beijos,
    Thais P.
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ain ain, quero muitoooo esse livro. Um dos mais desejados por mim no momento.

    Feliz ano novo, que este novo ano que se inicia seja repleto de felicidade e regado por bons livros.

    Beijocas,
    Lariane - Leituras & Devaneios

    ResponderExcluir

Entre aspas

A palavra amor é um eufemismo para abrandar um pouco a verdade ferina da palavra cio.
Fisiologicamente, verdadeiramente, amor e cio vêm a ser uma coisa só.
(Júlio Ribeiro, 1845-1890)

Seguidores

Últimos Comentários

©LEITURA DO MOMENTO

Todos os Direitos Reservados