Cabul no inverno

domingo, 7 de abril de 2013

A jornalista Ann Jones foi para o Afeganistão prestar ajuda humanitária como instrutora de professores, depois de cessado o bombardeio promovido por seu país, Estados Unidos, em razão do 11 de setembro de 2001. Toda experiência adquirida nesta viagem é relatada no livro Cabul no inverno (Editora Novo Conceito; 320 páginas), o qual é dividido em três grandes capítulos sobre a vida afegã nas ruas, nas prisões e nas escolas.

Trata-se de um livro complexo. A jornalista resgata, numa análise da conjuntura, aspectos geopolíticos e culturais daquele país extremamente radical sob o ponto de vista ocidental. Em outras palavras, o fanatismo religioso em nome de Alá direciona a vida política e social de todos os afegãos, que seguem rigorosamente os mandamentos do Alcorão, e interfere nos direitos civis das mulheres, consideradas seres inferiores.

Elas são prisioneiras em seus próprios lares e vivem sob constante vigília dos homens da casa, sobretudo seus maridos. Sair à rua, sem a companhia de um ente masculino e sem a burca, é crime, assim como fugir de casamento arranjado ou ter sido vítima de estupro, sendo o agressor o próprio marido. Estudar e trabalhar, mesmo como professora, nem pensar. À mulher afegã restam apenas os afazeres domésticos e a maternidade.

***

Comentário: “Como as histórias reais me encantam, sou suspeita em opinar sobre este livro. O fato é que a leitura foi demorada pela densidade do texto. Não foi o melhor livro que eu li sobre Cabul. No entanto, ele me possibilitou a compreensão dos aspectos geopolíticos e culturais do Afeganistão de modo que eu pude entender porque aquele povo vive daquela maneira, sob aquelas condições. Os anos de guerra, de interferência externa, de fanatismo religioso, de diferenças ideológicas interferiram na reconstrução do país de modo que as promessas por dias melhores não condizem com a realidade”.



Desafio Literário 2013 do mês de abril é ler um livro que contenha uma ou mais das quatro estações no título. Nesta gincana entre blogueiros, o objetivo é ler no mínimo 12 livros, sendo um por mês e de gêneros literários diferentes. Em maio, os participantes devem ler um livros citados em filmes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entre aspas

A palavra amor é um eufemismo para abrandar um pouco a verdade ferina da palavra cio.
Fisiologicamente, verdadeiramente, amor e cio vêm a ser uma coisa só.
(Júlio Ribeiro, 1845-1890)

Seguidores

Últimos Comentários

©LEITURA DO MOMENTO

Todos os Direitos Reservados